quarta-feira, 28 de setembro de 2016

RUÍNAS DO TEMPO: Wooow! Sam mendes vai comandar longa que se passa nos bastidores do clássico Cleópatra

Yeeeeeeeeah, Cinemaster! Mendes com mais outro longa sensacional. Inclusive, o livro de Jess Walter tem no Brasil o título Ruínas do Tempo, por isso que já coloquei no título do PostMovie (no original é Beautiful Ruins). Detalhe, conforme o The Hollywood Reporter, sabe de quem será o roteiro?! De Noah Harpster e Micah Fitzerman-Blue, a dupla por trás da sensacional série Transparent. =D Sigo realmente mega curioso. Mas aposto que você já tá quase tacando o tênis, sandália, chinelo pra saber do que se trata a história, correto?! Então, partiu conferir a descrição. =D 

P.S. Bateu até saudade de conferir Beleza Americana. 
__

Ano de 1962. Em um trecho rochoso do litoral italiano, um jovem dono de hotel olha para as águas incandescentes do mar da Ligúria e vê uma aparição: uma bela mulher se aproximando em um barco. Ele então descobre que se trata de uma atriz, uma estrela americana, e que ela está morrendo. A história dá um salto e recomeça nos dias atuais, a meio mundo de distância, quando um idoso italiano aparece em um estúdio de cinema procurando pela misteriosa mulher que ele viu pela última vez em seu hotel décadas atrás.

O que se desenrola a partir daí é um romance deslumbrante e profundamente humano, que abrange cinquenta anos e algumas vidas. Da filmagem de Cleópatra à agitação do Edinburgh Fringe Festival, o autor nos apresenta um emaranhado de vidas de uma dúzia de personagens inesquecíveis: o apaixonado dono de hotel italiano e seu amor desaparecido; o conservado produtor que outrora conseguiu juntá-los e sua jovem e idealista assistente; o veterano do exército que se tornou escritor e o libertino Richard Burton, cujas vontades são responsáveis pelo desenrolar de toda a narrativa — ao lado dos amantes e sonhadores, celebridades e perdedores que povoam o mundo nas décadas que se seguem.

Gloriosamente inventivo e sempre surpreendente, Ruínas do tempo é uma história de pessoas imperfeitas mas fascinantes, navegando nas costas rochosas da vida, enquanto se apegam a sonhos improváveis.
__


Por: Diego Domingos
Publicado em: 28/09/16

 

Jack