quarta-feira, 19 de outubro de 2016

A SAGA DIVERGENTE: Diretor do primeiro longa diz que estúdio não deveria ter dividido o último livro

Booooooa, Neil Burger. Era fato que em algum dia, uma franquia pagaria o pato da febre de dividir o último livro em dois longas. Harry Potter funcionou, em Crepúsculo funcionou, em Jogos Vorazes eu e você já começamos a perceber que a coisa estava desandando. E o reflexo foi tanto que repercutiu na fraca bilheteria de apenas US$ 600 milhões de A Esperança - O Final (quando deveria ter faturado US$ 1 bilhão, no mínimo). Agora, com Divergente, a derradeira foi gigantesca. O último longa apresentado nas telonas faturou míseros US$ 66 milhões nos EUA, bilheteria que - em tese - deveria ser arrecadada logo no primeiro fim de semana. E em conversa com o The Hollywood Reporter, Neil admitiu que a Lionsgate não deveria ter dividido a última obra literária em duas produções. "É muito triste. Eu estava apenas conversando com as pessoas da Lionsgate sobre outra coisa recentemente, e é fato que o fracasso veio devido a várias circunstâncias. Eles não deveriam ter dividido o último livro em dois longas. Se eles não tivessem feito isso, teria sido muito melhor, mas no momento, estou animado para saber o que virá na conclusão." =X

A SÉRIE DIVERGENTE: Shailene Woodley diz que Lionsgate ainda não se decidiu sobre último longa

A SÉRIE DIVERGENTE: Shailene Woodley diz que está interessada em longa para o cinema, não para a TV


  
Por: Diego Domingos
Publicado em: 19/10/16 

 

Jack