quarta-feira, 19 de outubro de 2016

MULAN: Contratação de diretor não-oriental para live-action da Sony Pictures gera polêmica nos EUA

Wooooooooow, Cinemaster! O que no fim das contas era só questão de tempo, porque eu tinha até me perguntado, "Mas a Sony não escolheu nem uma diretora mulher e muito menos um profissional oriental?". E estou lendo agora um artigo do The Guardian com vários tweets a respeito das críticas pela contratação de Alex Graves, de Game of Thrones, como o diretor do live-action. O que mais as pessoas comentaram não era o fato do profissional escolhido ser um homem, mas o fato de ele não ser oriental. Lembro perfeitamente que quando o Deadline confirmou a adição de Alex como o líder do projeto, a publicação mencionou que o objetivo da Sony Pictures é realizar um longa voltado para o mercado internacional. Então, é aquilo, Cinemaster... "já que o elenco vai ser totalmente oriental, eu preciso ter algum elemento que faça desse longa um projeto americano-nato". Provavelmente foi assim que a Sony pensou! =X

MULAN: Alex Graves, de Game of Thrones e House of Cards, vai comandar live-action da Sony Pictures

 

Jack