sexta-feira, 17 de março de 2017

MULAN: Disney quer tornar live-action o seu primeiro longa do gênero guerra (e não será um musical)

Yeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeah, Cinemaster. Se eu e você estávamos na expectativa da Disney desconstruir o fantástico mundo das princesas... esse momento ainda vai chegar, e será com a icônica Mulan, a garota que se passa por homem que para defender sua família, passa a lutar em uma das mais icônicas guerras chinesas. E em conversa com a imprensa americana, Sean Bailey - que o chefão dos live-actions da Disney - explicou o seguinte com relação a produção... detalhe, note que Sean cita Mulan como uma produção de guerra no estilo Ridley Scott, ou seja, com total empoderamento da mulher e com uma história que ela pega em armas e faz acontecer. "Mulan é claramente uma história sobre o empoderamento feminino, mas também podemos fazer algo novo nessa reimaginação, torná-la um pouco mais musculosa, mais forte, com um toque de Ridley Scott". A publicação cita Cinemaster que muito possivelmente a Disney não fará um musical porque o longa se torna mais prático para ser vendido à China. Afinal, Mulan é o longa mais oriental que a Disney vai lançar em sua história, logo, precisa ser extremamente feito para eles. =D Só sei que eu sigo mais do que ansioso, Mulan é uma das animais que eu curto pra caramba, mas a minha preferida mesmo - em termos de personagens femininas - é Pocahontas! =D

MULAN: Niki Caro, do tocante Encantadora de Baleias, vai comandar live-action da Walt Disney

MULAN: Ang Lee revela que não quis comandar longa da Disney por conta da cinebiografia de Muhammad Ali

MULAN: Ang Lee, do sensacional As Aventuras de Pi, recusa convite para dirigir live-action da Disney

 

beleza oculta