OSCAR 2018: Academia altera regras na categoria Melhor Longa em Língua-Estrangeira

Sim, sim, Cinemaaaaaaaaaaster. O propósito geral da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood é criar uma amostragem maior de votantes, sobretudo, para tentar fugir das indicações mais óbvias ao prêmio de Melhor Longa em Língua-Estrangeira, mas ainda assim, a categoria mudou para ficar igual, com relação aos inscritos. =D Na regra antiga, os votantes do Oscar que se elegessem para votar na categoria de Melhor Longa em Língua-Estrangeira eram divididos em três ou quatro grupos cujo nome de cada grupo era de uma cor diferente. E cada membro de cada grupo tinha que conferir 65% dos inscritos para se tornar votante da categoria. A diferença agora é que a Academia colocou tudo sobre a sua aba. Ao invés dos votantes terem que se virar para assistir aos longas, a Academia agora vai exibir os 90 (a expectativa da Academia em termos de quantidade para 2017) longas entre outubro e dezembro. Só que ao invés da antiga porcentagem, os votantes do Oscar agora estarão todos aptos a votarem na categoria de Longa Estrangeiro. E ao invés de terem que assistir aos longas completos, os votantes poderão assistir partes ou o todo das produções. O que em linhas gerais Cinemaster diminuir as chances de longas menos conhecidos, como Bingo – o nosso representante – e aumente a procura por produções que já vinham fazendo carreira internacional desde os Festivais de Berlim e Cannes, por exemplo. A Academia também retirou a clausula que proibia profissionais votantes do Oscar de participar das votações de LongaEstrangeiro em que seus nomes estivessem ligados na produção ou na divulgação dos longas.

P.S. Pois é, Cinemaster. A ideia da mudança foi apenas para aumentar o número de votantes e não para tornar mais dinâmica a maneira com que os longas deveriam ser assistido com o objetivo de gerar uma visão igualitária dos votantes perante os elegíveis. =X

OSCAR 2018: Terror Corra! será exibido em festival para engatar possível indicação

OSCAR 2018: Brasil (com Bingo) não é um dos favoritos a indicação em Língua-Estrangeira

OSCAR 2018: França escolhe drama gay 120 Batimentos Por Minuto como representante para a premiação

OSCAR 2018: Longa de Angelina Jolie vai representar o Camboja em Língua-Estrangeira

OSCAR 2018: Making Of, entrevistas… tudo sobre Bingo, o representante brasileiro na premiação

OSCAR 2018: In the Fade, com Diane Kruger, vai representar a Alemanha em Longa em Língua Estrangeira

OSCAR 2018: Vencedor da Palma de Ouro, The Square é a indicação da Suécia para Longa Estrangeiro

OSCAR 2018: Suíça é o primeiro país do ano a indicar longa para Língua-Estrangeira

OSCAR: Halle Berry diz que sua vitória não significou nada a diversidade em Hollywood

OSCAR: Academia adiciona 774 novos membros; Gal Gadot, Chris Evans e Joss Whedon estão na lista

OSCAR 2018: Jimmy Kimmel vai apresentar a cerimônia pelo segundo ano seguido

O Oscar 2018 acontecerá no dia 4 de março!!!

About the author

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *